Associação dos Analistas Judiciários se reúne com o Presidente do TJPR, Desembargador Guilherme Luiz Gomes

Na tarde do último dia 21 de novembro, membros do Conselho Diretor da ANJUD foram recebidos pelo Desembargador Guilherme Luiz Gomes, que ouviu atentamente os pleitos dos Analistas Judiciários, principalmente no tocante à remuneração do cargo.
Foi exposto ao Exmo. Presidente que hoje a remuneração do Analista Judiciário, cargo de nível superior, é praticamente idêntica ao salário pago ao Técnico Judiciário da Secretaria do TJPR, cujo requisito de ingresso é a conclusão do ensino médio, o que tem provocado a evasão de muitos servidores.
Em reposta à indagação feita pelo Exmo. Presidente, informamos que a maioria dos Analistas Judiciários estão satisfeitos com seu cargo e com suas atribuições, porém ainda migram para outros órgãos públicos na busca por uma remuneração mais condizente com os cargos que ocupam.
Na mesma oportunidade, expusemos ao Presidente do TJPR que as funções gratificadas de Chefia e Supervisão de Secretaria também são pagas em valores que não contraprestam a quantidade de trabalho e as responsabilidades assumidas em virtude do seu exercício, motivo pelo qual a ANJUD requer a sua revisão.
Com relação aos veículos oficiais, ferramenta de trabalho dos Analistas Judiciários Psicólogos e Assistentes Sociais, o Exmo. Presidente informou que todas as comarcas serão beneficiadas. Nesse tema, a ANJUD solicitou a regulamentação da função de motorista, sugerindo-se que tal atribuição seja incluída no rol de atividades dos Técnicos Judiciários.
Por fim, com relação às funções não gratificadas, como secretaria da direção do fórum, gestão do fundo rotativo, fiscal técnico dos contratos e plantão judiciário, foi colocado ao Exmo. Presidente que a regulamentação do seu pagamento é urgente, pois os servidores em geral, não só os Analistas Judiciários, sentem-se explorados pela Administração, sendo que a situação suportada até então tornou-se insustentável.
Ao final, o Desembargador Guilherme Luiz Gomes solicitou que todos os assuntos fossem protocolados, para que fosse possível estudar as questões, o que será feito pela ANJUD nos próximos dias.

Compartilhar:

18 + 12 =