Paralisação do 1º Grau mostra que os servidores estão unidos pela isonomia

Conforme deliberado em Assembleia-Geral realizada no Sindijus/PR no dia 25 de abril deste ano, hoje os servidores atrasaram em uma hora a abertura dos Fóruns, mobilizando-se em frente aos seus locais de trabalho para mostrar que estão insatisfeitos com o tratamento desigual dispensado pelo Tribunal de Justiça do Paraná.
Enquanto as negociações entre a Administração, Sindicato e Associações seguirem sem qualquer definição, os servidores prometem continuar sua mobilização, cujo principal objetivo é garantir tratamento igualitário entre os quadros do Foro Judicial e da Secretaria do Tribunal, o que necessariamente envolve a equiparação salarial entre servidores que exercem as mesmas atividades e têm como requisito de ingresso no cargo o mesmo nível de escolaridade.
A grande adesão ao movimento mostrou a insatisfação de todas as categorias com a ausência de resposta concreta aos diversos requerimentos por parte da Administração, sendo que, a partir da tarde de hoje, todos voltam a focar suas energias na participação maciça na Assembleia a se realizar na próxima sexta-feira, durante a qual será votado e escolhido o próximo dia de paralisação, agora no período das 12:00 as 19:00 horas.
De toda forma, está designada para amanhã, dia 14 de maio, as 10 horas, no Gabinete da Secretária, a segunda reunião do grupo de trabalho que pretende discutir as formas pelas quais a isonomia entre os quadros será alcançada.

Compartilhar:

doze − 4 =