Analistas Judiciárias apresentam trabalhos científicos no I Congresso Brasileiro de Psicologia Jurídica e Forense

Entre os dias 18 e 20 de outubro foi realizado, na FAE Centro Universitário, em Curitiba, o I Congresso Brasileiro de Psicologia Jurídica e Forense. Duas servidoras do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) participaram do evento na sexta-feira (19/10), no eixo temático “Práticas em Psicologia Jurídica/Forense e Direitos Humanos”.
A analista judiciária, a Psicóloga Adriana Tie Maejima, da Comarca de Cruzeiro do Oeste, realizou uma exposição com o título “Perícia psicológica: ponderações sobre um caso de abuso sexual de uma criança com 5 anos de idade”. Já a analista judiciária, a Psicóloga Thais Nunes, que atua na Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos de Curitiba apresentou trabalho sobre a “A audiência como depoimento especial”.
O I Congresso Brasileiro de Psicologia Jurídica e Forense teve o intuito de aprofundar as discussões a respeito das práxis da Psicologia no campo da saúde mental, articulando também a temática com o campo jurídico e forense. O evento foi realizado em paralelo ao Congresso Brasileiro de Psicologia da FAE, que promoveu discussões sobre a Psicologia em relação aos desafios contemporâneos da sociedade.

Trabalhos anteriores
A servidora Adriana Tie Maejima também apresentou outro trabalho científico, intitulado “Breves considerações sobre o Depoimento Especial a partir de um estudo de caso de abuso intrafamiliar”, durante o VII Congresso Internacional de Psicologia, realizado em junho deste ano na Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Em 2017, a servidora dedicou-se a publicações no âmbito psicojurídico da família. Escreveu, em coautoria com o professor Sidney Kiyoshi Shine, da Universidade de São Paulo (USP), o artigo “A importância da análise da transferência-contratransferência na atuação do psicanalista como perito psicólogo em vara de família”, publicado na Revista IBDFAM: Famílias e Sucessões. Também participou da produção do livro “Famílias – Psicologia e Direito”, com o artigo “O dispositivo legal da guarda compartilhada e seus impasses”.

 

Abaixo, o minicurrículo dos conferencistas:
DR. OSVALDO HECTOR VARELA – Licenciado em Psicologia; doutor em Ciências Criminais; especialista em Psicologia Jurídica e Forense com Orientação em Delinquência e Criminalidade, especialista em Criminologia, especialista em Psicologia Clínica, diretor da Carreira Interdisciplinar de Especialização em Violência Familiar na Pós-Graduação da Faculdade de Psicologia da UBA (Universidade Buenos Aires); professor Titular da Segunda Cátedra de Psicologia Jurídica da Faculdade de Psicologia da UBA; professor da disciplina de Psicossociologia Jurídica e Política da Universidade Kennedy; coordenadora Geral de vários Seminários da Área Forense da Secretaria de Extensão, Cultura e Bem-Estar Universitário da Faculdade de Psicologia da UBA; diretor do Escritório de Peritos da Faculdade de Psicologia da UBA; autor de vários livros e inúmeros escritos sobre psicologia jurídica.
DRa. SONIA LIANE REICHERT ROVINSKI – Graduada em Psicologia (PUC-RS), mestra em Psicologia Social e da Personalidade (PUC-RS), doutora em Psicologia (Universidade de Santiago de Compostela) e pós-doutora (GEAPAP- UFRGS), com pesquisa sobre instrumentos de avaliação na área forense. Trabalhou como psicóloga no sistema penitenciário do RS e como psicóloga perita judiciária no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Coordena os cursos de especialização em Psicologia Jurídica da Projecto – Centro Cultural e de Formação (RS) e do Instituto Sapiens (PR). Realiza palestras e capacitação para psicólogos que atuam em Tribunais de Justiça. Atua na área da psicologia forense, tendo vasta experiência em avaliação psicológica, perícia forense, vitimização, psicologia jurídica e violência.
Compartilhar:

dois × cinco =